Variáveis Analíticas de Interesse de sanitário e Validação Metrológica laboratorial

Variáveis Analíticas de Interesse de sanitário e Validação Metrológica laboratorial

OBJETIVOS:

Oferecer ao aluno condições de compreender e dominar os conceitos e bases teóricas acerca das principais variáveis analíticas empregadas no saneamento para caracterização de amostras e monitoramento de processos de tratamento seja de água ou de esgoto, bem como permitir a construção do entendimento acerca das metodologias aplicadas na validação metrológica de um laboratório, de forma a produzir resultados finais mais confiáveis e corretos.

Os processos envolvidos numa Estação de Tratamento de Água (ETA) ou de Esgoto (ETE) envolve um acurado monitoramento laboratorial onde, por meio de análises físico-químicas e biológicas, pode-se compreender o funcionamento da planta de tratamento, sua performance e eventuais problemas operacionais.

Compreender o papel das variáveis analíticas é fundamental para compreender a função de cada etapa do processo de tratamento, e assim poder interagir com qualidade na condução de ETA’s e ETE’s.

Dessa forma, a ação do laboratório analítico faz parte do processo de conhecimento do dia a dia do tratamento tanto de água como de esgoto, posto ser de lá que sairão os resultados que darão base e orientação para tomadas de decisão quanto a operação da planta de tratamento.

Dessa forma, é igualmente necessário ter a confiança nos resultados analíticos e um dos pontos fundamentais para que isso ocorra, é a certificação metrológica e metodológica do laboratório.

O presente curso tem por objetivo munir você do conhecimentos necessário para gerir com segurança seu processo, oferecendo subsídios para construção de competências e habilidades para lidar tanto no entendimento dos parâmetros analíticos, como na formatação de um laboratório com condições de oferecer resultados confiáveis.

INSTRUTOR

Helvécio Carvalho de Sena

Possui doutorado em Hidráulica - Saneamento Básico pela Universidade de São Paulo (2011). Tem experiência na gestão de processos de tratamento por lodos ativados, digestão anaeróbia e lagoas de tratamento anaeróbias e facultativas, e também na melhoria de processo aplicando a tecnologia MBBR. Possui desenvoltura em simulação numérica de processo de tratamento visando melhorias e utilizando a capacidade plena da unidade, simulação de compostos orgânicos e inorgânicos tóxicos que são enviados ao tratamento, além de experiência nos modelos matemáticos GPS-X e Toxchem+. Realiza avaliação do sistema de tratamento através de análises microbiológicas. Tem larga experiência na avaliação de efluentes industriais visando a tratabilidade do mesmo em lodos ativados. Fez implantações do Sistema de Gestão Ambiental - ISO 14001, coordenando equipes de trabalho operacionais e áreas de apoio. Desenvolveu projeto de implantação desse sistema em sete unidades, das quais três foram certificadas. Possui experiência na implantação do Sistema de Gestão de Qualidade em Laboratórios - ISO 17025, coordenando equipes de trabalho em cinco unidades. Realizou controle de odores em sistemas de tratamento de esgotos, incluindo o sistema de coleta. Também já realizou implantação de sistema de reúso não potável. Possui expertise em pesquisas orientadas ao tratamento de esgotos, aplicando técnicas inovadoras como respirometria, cromatografia gasosa e análises de carbono orgânico.

Fábio Campos

Biólogo com Mestrado em Engenharia Sanitária pela Escola Politécnica da USP; Doutorado em Ciências pela da Faculdade de Saúde Pública da USP e Pós-Doutorado pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP. Especialista com mais de 30 anos de experiência em tratamento de água e esgoto com foco em pesquisas de novas tecnologias para recuperação de nutrientes e em processos ligados ao ecossaneamento.



EMENTA

Módulo I – Contextualização (1h)

  1. Qualidade e poluição da água;
  2. Definição de água potável e esgoto;
  3. Legislação pertinente;
  4. Principais tecnologias aplicadas aos processos de tratamento de água e esgoto.

Módulo II – Água (2h)

  1. Variáveis aplicadas à caracterização da água e monitoramento de ETA:
    • pH;
    • sólidos (Totais, Suspensos e Dissolvidos);
    • condutividade;
    • turbidez;
    • cor real e aparente;
    • alcalinidade;
    • dureza/sulfato/cloretos;
    • ferro/manganês;
    • Cloro;
    • Flúor.

Módulo III – Esgoto – Variáveis analíticas (3h)

  • Variáveis aplicadas à caracterização do esgoto e monitoramento de ETE:
  • pH;
  • Temperatura;
  • Oxigênio Dissolvido;
  • Sólidos (totais, suspensão, frações fixa e volátil, sedimentáveis, teor, IVL)
  • Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO);
  • Demanda Química de Oxigênio (DQO);
  • Carbono Orgânico Total (COT);
  • Série Nitrogenada
    • Nitrogênio Total Kjedahl (NTK);
    • Nitrogênio amoniacal;
    • Nitrito;
    • Nitrato;
  • Fósforo
    • Total
    • Solúvel (ortofosfato)

Módulo IV – Análise e confecção de laudos (1h)

  • Formas de expressão (unidades de medida);
  • Correlação entre variáveis;
  • Principais erros e equívocos.

Módulo V – Validação Metrológica Laboratorial (3h)

  • Definição de metrologia;
  • Definição de Acreditação;
  • ISO 17.025;
  • Fundamentos legais para qualidade metrológica em laboratório de controle operacional;
  • Noções sobre Incerteza nas medições;
  • Desvio padrão combinado;
  • Validação de métodos analíticos;
  • Checagem interlaboratorial;
  • Controle de acesso.

DURAÇÃO

Cinco aulas com duração de duas de horas, totalizando 10 horas de curso.

Aulas ao vivo e gravadas.


Variáveis Analíticas de Interesse de sanitário e Validação Metrológica laboratorial

FECHADO